Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2007

Vantagens e desvantagens dos OGM's

Quando fazemos modificações genéticas, alteramos as características dos animais e das plantas, retirando genes de uma planta ou animal ou retirando as características indesejáveis e colocando-os noutra planta ou animal. 

Por exemplo, uma planta do arroz, é inserida características novas que têm como finalidade cultivar arroz com um elevado teor de vitamina A. 

É igualmente possível transferir características de um animal para uma planta, que é algo que também não acontece por si na natureza.


a


Os alimentos geneticamente modificados são perigosos ou as pessoas estão apenas receosas de algo novo?
Não conhecemos os riscos envolvidos na modificação genética dos alimentos.

Talvez, a longo prazo, a modificação genética dos alimentos possa vir a ser a causa de alterações indesejáveis ou directamente perigosas. As pessoas poderão adoecer ou ficar estéreis. Não se sabe ao certo. 


Deveremos ter sempre o direito de escolher aquilo que comemos?
Na Europa, se um alimento contiver material geneticamente modificado, terá de constar na respectiva embalagem que se trata de um alimento geneticamente modificado.

Os alimentos que contiverem involuntariamente menos de 1% de material geneticamente modificado não necessitam de rotulagem. O mesmo é válido para os alimentos produzidos a partir de plantas geneticamente modificadas mas que não contenham material geneticamente modificado.

O leite e os produtos animais, derivados de animais alimentados com ração geneticamente modificada, não necessitam de rotulagem.

eGeralmente, são as grandes multinacionais que financiam o desenvolvimento de produtos geneticamente modificados.

Quando uma empresa desenvolve um novo produto, é usual essa empresa patentear o produto. Isto poderá significar que um agricultor que tenha adquirido uma semente geneticamente modificada, não possa cultivar sementes para semear nos anos seguintes sem ter de pagar.



As normas das patentes variam de país para país. Na Europa aplica-se o chamado "privilégio do agricultor", o que significa que o agricultor poderá semear sementes geneticamente modificadas que ele próprio tenha cultivado. Mas a semente só pode ser utilizada no seu próprio terreno.

As empresas poderão assegurar os seus rendimentos provenientes das plantas geneticamente modificadas utilizando a chamada tecnologia terminadora. Neste caso, as plantas são geneticamente modificadas por forma a que as respectivas sementes sejam estéreis. Isto significa que não é possível continuar a propagar a planta geneticamente modificada e significa também que os agricultores são obrigados a comprar anualmente novas sementes.


Poderão os países ricos recusar-se a salvar os pobres de morrer de fome?s
A maior parte da investigação sobre os alimentos geneticamente modificados decorre nos países mais ricos. Mas alguns dos produtos são desenvolvidos para beneficiar os países pobres e subdesenvolvidos.

O arroz geneticamente transformado com um suplemento de Vitamina A poderá ajudar muitos pobres que, de outro modo, poderiam cegar ou morrer de carências vitamínicas. O milho geneticamente modificado pode ser cultivado em zonas desérticas, o que poderá dar aos agricultores pobres uma maior segurança com uma colheita que não falha.



Estaremos a jogar à roleta russa com o ambiente quando fazemos modificação genética?
A modificação genética poderá proporcionar-nos plantas e animais com muitas características diferentes.

Por exemplo, foi desenvolvida uma qualidade de milho capaz de produzir insecticida. Estas características significam que o agricultor já não necessita de pulverizar insecticida que iria afectar o meio envolvente. Ao evitar a utilização de pesticidas, o agricultor evita contaminar o ambiente.

Mas o veneno do milho também poderá afectar outros animais para além dos nocivos. Deste modo, animais inofensivos arriscam-se a perder o seu alimento ou mesmo a extinguir-se.


publicado por habitosalimentares às 10:33
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De jonas a 26 de Outubro de 2011 às 22:40
essas sementes são nocivas ao seres anaérobios jà que são tão importantes para as plantas.


De islen a 13 de Setembro de 2009 às 01:05
quais sao os elimentos mas modificados?


De Maria Beatriz da Silva a 1 de Julho de 2008 às 00:33
qual as vantagem de modificar geneticamente um produto?


De Anónimo a 26 de Novembro de 2009 às 15:25
Olha basicamente voce teim melhores aproveitamentos em relação o produto virgem, por exemplo a ervilha, teim a rugosa e a lisa. a rugosa vem sendo substituida por cuzamentos com a lisa e a lisa possui gene dominante sobre a rugosa que é receciva.


De habitosalimentares a 26 de Fevereiro de 2007 às 08:47
Olá!!!
Este vosso site é muito fixe!!!Acho que a informação é muito importante e interessante para muitos jovens... Continuem a publicar!!! bjs $0£Y


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Obesidade em Barcelos

. ...

. Obesidade choca

. A Obesidade MATA

. Vantagens e desvantagens ...

. sociedades modernas

. Testemunhos Reais...

. Obesidade em homens e mul...

. Obesidade no Mundo

. Distribuição anatómica da...

. Tipos de tratamentos da o...

. Consequências da obesidad...

. O que é a obesidade?

. OGM

. Os ortoréxicos só comem s...

. Ortorexia: de preocupação...

. Ortorexia: Preocupação ex...

. O que é a orterexia?

. Ortorexia

. Qual o melhor tratamento ...

. Consequências da bulimia....

. Tipos e causas da bulimia...

. Como é um bulímico?

. O que é a bulimia?

. O Fantasma da doença "Ano...

. O que é a Anorexia?

. Porque uma alimentação sa...

. O que é uma alimentação s...

. Alimentação Saudavél

.arquivos

blogs SAPO

.subscrever feeds